IV Encontro Nacional de Forrozeiros e III Fórum Nacional do Forró de Raiz acontecem em João Pessoa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O IV Encontro Nacional de Forrozeiros e o III Fórum Nacional de Forró de Raiz, serão realizados simultaneamente, de 13 a 17 de dezembro, no Espaço Cultural José Lins do Rego e na Usina Cultural Energisa, em João Pessoa, na Paraíba. O evento que acontece de forma híbrida e recebe caravanas de Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e São Paulo. Dentro da programação, músicos de diversos locais farão uma homenagem a Genival Lacerda em uma grande confraternização musical.

Este é o primeiro evento com público presente promovido pela Associação Cultural Balaio Nordeste, no período de retomada das atividades culturais na Paraíba. O evento também será transmitido ao vivo pela TV Câmara e TV Assembleia de João Pessoa, também pelo canal do Balaio Nordeste no YouTube.

Durante a programação, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), entregará à comunidade forrozeira, o certificado do Forró como Patrimônio Cultural do Brasil. Também acontecerá a entrega de certificados a personalidades, e do Troféu do Encontro Nacional dos Forrozeiros, a próxima cidade sede do Encontro. Além das atrações locais, grupos e artistas de outros países promoverão um grande intercâmbio entre os amantes do forró.

As ações integradas reunirão artistas, detentores das matrizes do Forró, dançarinos, produtores culturais, comunicadores, pesquisadores e gestores públicos, que discutirão temas de interesse, além disso, serão realizadas mesas de discussão para criação de políticas públicas para salvaguarda, promoção e valorização do Forró tradicional. Todas as atividades presenciais seguirão as normas de prevenção ao coronavírus (Covid-19) divulgadas pelos órgãos de saúde, sendo exigido na entrada o cartão de vacinação com as duas doses da vacina aplicadas.

O Encontro Nacional de Forrozeiros e o Fórum Nacional do Forró de Raiz, cooperam para a ampliação do potencial humano e artístico, bem como contribuem para o respeito à diversidade musical no país, incentivando o diálogo entre a música tradicional e a contemporânea.

O evento é realizado pelo Fórum Nacional Forró de Raiz e pela Associação Cultural Balaio Nordeste, patrocinado pela Energisa e pelo Governo do Estado da Paraíba. É co-patrocinado pela Fundação Espaço Cultural (Funesc), Empresa Paraibana de Turismo (PbTur), Rádio Tabajara, Empresa Paraibana de Comunicação (EPC), Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Tem o apoio da Usina Cultural Energisa, Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão em Economia Solidária e Educação Popular da UFPB (Nuplar), Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Instituto Orgulho de Ser Nordestino, Associação Respeita Januário e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Sobre o Encontro Nacional de Forrozeiros e Fórum de Forró de Raiz
Os eventos nasceram em João Pessoa, capital da Paraíba, com o intuito de proteger, preservar e fomentar o Forró e os seus elementos constituintes tradicionais: os ritmos, as danças, os instrumentos, a formação dos grupos musicais, bem como promover o intercâmbio da comunidade forrozeira e sua cadeia produtiva para debater as condições de produção, circulação e preservação dos ritmos, das danças e das festas que dão forma e sentido a essa expressão cultural identitária da cultura nordestina. Ambos são realizados pela Associação Cultural Balaio Nordeste.

Sobre a Associação Cultural Balaio Nordeste
A Associação, uma organização social sem fins lucrativos, que tem como presidente e fundadora a produtora cultural Joana Alves, contribui, por meio da promoção e organização de eventos culturais, de educação, de lazer e de entretenimento para a valorização, a divulgação, a preservação da cultura popular e o incremento do turismo local, com base nos princípios do desenvolvimento sustentável. Também promove e estimula a produção artística brasileira, especificamente, a nordestina, recorrendo à valorização dos recursos humanos e conteúdos locais. A entidade promove ainda, cursos e atividades nas áreas de formação profissional, cultural, educacional e social para associados e para o público em geral.

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas