Incra e Exército iniciam perfuração de poços em assentamentos da PB

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Assentamento Nossa Senhora Aparecida II, no município de São Mamede, a cerca de 280 quilômetros de João Pessoa, foi o escolhido para receber o primeiro dos quase cem poços artesianos que serão perfurados, em parceria com o Exército, em áreas da reforma agrária na Paraíba nos próximos dois anos. O início da perfuração do poço tubular no assentamento, localizado em uma região de caatinga que sofre anualmente os efeitos de estiagens prolongadas, foi acompanhado, nesta quarta-feira (13), pelo superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) na Paraíba, Kleyber Nóbrega, pelo prefeito de São Mamede, Umberto Jefferson Lima, e por agricultores assentados. Mais dois poços devem ser instalados nos outros dois assentamentos do município: Saco do Monte/Belmonte, com 22 famílias, e Mundo Novo, onde estão assentadas 24 famílias agricultoras.
Famílias de outros 46 assentamentos da reforma agrária localizados em 18 municípios do estado serão beneficiadas com poços. Os recursos, da ordem de R$ 6 milhões, foram descentralizados para o Exército através de Termo de Execução Descentralizada (TED) assinado em agosto.
As perfurações estão sendo realizadas pelo Pelotão de Perfuração e Instalação de Poços do 3° Batalhão de Engenharia de Construção (BEC) Visconde da Parnaíba, localizado em Picos, no Piauí, que é subordinado ao 1º Grupamento de Engenharia (1º Gpt E), sediado em João Pessoa.  
O objetivo da Operação Sertão Paraibano é perfurar e instalar poços tubulares em assentamentos da reforma agrária paraibanos, visando uma solução alternativa coletiva de abastecimento simplificado de água por meio da disponibilização de fontes de água para consumo humano.
De acordo com o superintendente do Incra/PB, serão priorizados os assentamentos que integram o Plano AgroNordeste nas regiões do Cariri e do Curimataú, além de áreas no Sertão, que possuem dificuldades hídricas.
“Levar água de qualidade para a população do interior do Nordeste é um compromisso do Governo Federal. É uma grande satisfação e imensa alegria poder trazer esse benefício para uma população que é carente de água”, afirmou o superintendente do Incra/PB.
Para o presidente da associação do assentamento Eudemarce de Figueiredo Oliveira, conhecido como Márcio, a perfuração de um poço vai mudar a realidade da comunidade e amenizar o sofrimento das famílias de Nossa Senhora Aparecida II, que atualmente dependem da água de carros-pipa do Exército e da Prefeitura de São Mamede.
“Será uma benção pra nossa comunidade porque o sofrimento aqui é grande. Ainda não temos nenhum poço no nosso assentamento e o único açude que a gente tem está praticamente seco e com a água imprópria para consumo”, disse.
Com pouca água para garantir uma boa produção de alimentos, as famílias de Nossa Senhora Aparecida II se dedicam principalmente à caprinocultura e à ovinocultura. Há ainda pequenas lavouras de milho, feijão e melancia que servem à subsistência das famílias.  

Operação Sertão Paraibano
A equipe do 3º BEC é composta por 16 militares e um servidor civil e utiliza como maquinários uma perfuratriz, um compressor de ar e um caminhão Munck. Sob a coordenação do 1º Grupamento de Engenharia (1º Gpt E), o Batalhão também receberá, sob controle operacional, equipes especializadas do 1º BEC, 2º BEC, 4º BEC e 7º Batalhão de Engenharia de Combate (7º BE Cmb).
De acordo com o comandante do Pelotão de Perfuração e Instalação de Poços do 3° BEC, o Tenente Stive Victor de Sousa, os poços devem amenizar os efeitos da seca nos assentamentos do Incra no Estado da Paraíba, garantindo segurança hídrica às famílias.
“Muitas destas áreas não são abrangidas por um reservatório, tampouco possuem um sistema de abastecimento de água eficiente, com grande capacidade volumétrica, que forneça água de qualidade em quantidade suficiente para sua população”, disse o Tenente Stive Sousa. “É um trabalho muito gratificante levar água para uma população que sofre com falta de água potável. A palavra que define nosso trabalho hoje é ‘gratidão’”.
Segundo o tenente, a Operação Sertão Paraibano servirá ainda para o adestramento das equipes de Perfuração e Instalação de Poços, aumentando a capacidade técnico-operacional das Organizações Militares do 1º Gpt E e colaborando com o desenvolvimento nacional e da Região Nordeste.
Plano AgroNordeste
O Plano AgroNordeste, lançado pelo Mapa em outubro de 2019, tem como finalidade impulsionar o desenvolvimento econômico, social e sustentável do meio rural dos nove estados do Nordeste e de parte de Minas Gerais.

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas