‘Decisão pessoal não pode afetar o coletivo’, diz Fábio Rocha sobre passaporte vacinal

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, comemorou a lei que estabelece o passaporte vacinal na Paraíba, publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (14). De acordo com o gestor da saúde, é importante que as pessoa estejam imunizadas para, então, haver a flexibilização. “Não podemos flexibilizar por uma decisão pessoal que afeta o coletivo. Se você não vai tomar remédio para o câncer, é uma decisão sua, mas não tomar a vacina pode contaminar outros”, afirmou.

Segundo o secretário, as medias são restritivas, mas não punitivas, e exemplificou que já existem essa obrigatoriedade para quem vai viajar para o exterior. “Tem que estar vacinado, não só contra a covid, mas outras vacinas também”, lembrou.

As especificações da lei devem ser publicadas no próximo decreto estadual, enquanto isso, o secretário do município explicou que as restrições poderão ser aplicadas em relação a quantidade de pessoas em um restaurante, se o proprietário irá evitar a entrada de não vacinados. “É possível exigir comprovante de vacinação para participar de concurso público, para ter acesso aos campos de futebol. Esse é o novo normal e daqui a pouco as coisas estarão muito bem acomodadas dentro da situação”, afirma.

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas