Eleições OAB-PB: Kiu reafirma compromisso de combater o exercício ilegal da advocacia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Na manhã desta segunda (11), Maria Cristina Santiago (Kiu) esteve em reunião com advogados na capital do estado. Na pauta, conforme apurado pela nossa reportagem, estiveram as propostas da pré-candidata à presidência da OAB-PB para o combate ao exercício ilegal da profissão jurídica.

Algumas atividades são privativas da advocacia, isto é, apenas os profissionais com inscrição ativa na OAB podem exercê-las. Elas estão previstas na Lei Federal nº 8.906/1994, conhecida como o Estatuto da Advocacia e da OAB. Apenas advogados podem fazer a postulação nos órgãos do Poder Judiciário e realizar atividades como consultoria, assessoria e direção jurídicas.

“O exercício ilegal da advocacia é algo grave e que atinge a dignidade da nossa profissão. A Ordem precisa atuar de maneira incisiva para combater essa circunstância. Podemos instrumentalizar a Comissão Especial, utilizar os recursos fornecidos pelo Conselho Federal e com a participação da advocacia paraibana organizar novas soluções para o enfrentamento desse desafio”, declarou a advogada.

Na oportunidade, Kiu detalhou algumas de suas propostas para enfrentar o exercício da advocacia por profissionais que não estão inscritos nos quadros da OAB, conforme determina a lei.

“Precisamos incrementar os trabalhos da Comissão voltada à fiscalização do exercício ilegal da advocacia. Profissionalizar, viabilizar espaços de diálogo interinstitucional, criar canal de denúncias local, organizar audiências públicas, promover campanhas informativas, entre outras ações. Não podemos deixar a advocacia ser aviltada, enquanto a Ordem permanece em silêncio. Queremos uma OAB-PB protagonista na defesa da advocacia”, concluiu a pré-candidata à presidência da OAB-PB.

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas