Bolsonaro veta distribuição de absorventes para pessoas carentes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou trecho do projeto de lei aprovado pelo Congresso que institui o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual. Todos os trecho relacionados à distribuição gratuita de absorventes para estudantes de baixa renda, mulheres em situação de rua, ou presidiárias, foram vetados.

De acordo com dados da pesquisa “Impacto da Pobreza Menstrual no Brasil”, encomendada pela Always e realizada pela Toluna, no Brasil, 28% das mulheres já perderam aula por não conseguirem comprar absorvente. Clique aqui para ver a pesquisa completa.

Confira a publicação no Diário Oficial da União:

Políticos questionaram a medida e prometeram tentar derrubar o veto no Congresso:

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas