Cine Banguê On-line exibe quatro curtas na sessão Duo Stranglescope

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) exibe, nesta sexta-feira (17), mais uma edição do projeto Cine Banguê On-line. O foco desta semana é a sessão Duo Stranglescope, que conta com os curtas “As Estátuas Também Morrem”, “Time GAP”, “Schip” e “Movimento”.  A exibição única ocorre às 20h, no canal TV Funesc no YouTube (/tvfunesc). Após a sessão, os filmes não ficarão mais disponíveis.

O Cine Banguê On-line é realizado desde o ano passado e surgiu como uma alternativa nesse período de pandemia da Covid-19 em que as salas de cinema permanecem fechadas para evitar aglomerações.

Realizadores –  Cláudia Cárdenas e Rafael Schilchting são Duo Strangloscope. Os filmes da Duo Strangloscope sempre estiveram focados inteiramente no movimento, ritmo e composição, abandonando o foco na narrativa. São carregados de ambiguidades conscientes, encorajando múltiplas interpretações, e organiza técnicas paradoxais e contraditórias e material subjetivo para criar um trabalho que precisa da atenção ativa do espectador. 

Filmes experimentais são obras que empurram os limites da forma convencional de se realizar filmes. O experimental é um aspecto que pode ser novo e diferente na forma de se trabalhar com a câmera, usando luzes, brincando com efeitos de áudio, roteiro, performance ou mesmo a atuação. Eles começaram na busca por realizar os próprios filmes experimentais porque sempre foi do interesse trabalhar com formas digitais, tentando acrescentar texturas aumentando o uso de pixels, ampliar as imagens em sua própria materialidade digital e depois misturar o digital com os filmes para criar uma pele mutante.

Confira os detalhes dos filmes – Sessão Duo Strangloscope

Curta: As Estátuas Também Morrem | 3’54’’ | Tomada única em Super 8 | 2013

Direção: Duo Strangloscope

Classificação: Livre 

Sinopse: Quando o que resta clama por um sopro a mais de vida. Combinação de força e movimento sob a batuta do espírito. Espargir de sombras vibráteis sobre a tela plana. Inspiração e expiração, essa centelha de partículas de eternidade medidas na duração da vida.  Filme experimental realizado em 8mm, captado em tomada única e montado diretamente na câmera. O som foi realizado separadamente e antes da revelação do filme. Cinema de sensações.

Sobre o filme: realizado para a oficina do Curta Oito – Festival Internacional de Super 8 de Curitiba. Foi exibido no Festival Super Off de São Paulo onde recebeu prêmio. 

Curta: TIME GAP | 10’58’’ |SUPER 8 + DIGITAL | 2015

Direção: Duo Strangloscope |Classificação: Livre

Sinopse: Atraso, intervalo, espaço. O que o espaço contém de tempo na duração do instantâneo da imagem? Como retratar o tempo retirando-lhe o caráter documental que a imagem sempre produz? A imagem num cinema contemporâneo, não referencial, não é imitação das coisas, mas um intervalo produzido de forma a exibir a natureza mesma da linguagem cinematográfica ao falar sobre o tempo cinema. Time Gap aborda o nascimento da imagem, retomando o negativo fílmico como pele de inscrição para expor e tentar exaurir suas possibilidades de esgarçamento através da tecnologia digital. O filme foi realizado em Detroit, berço da indústria automobilística, cidade ícone do capitalismo americano e que hoje se encontra em profunda decadência.

Sobre o filme: curta-metragem realizado em Detroit, EUA, com a verba do Edital Catarinense de Cinema. Curta filmado em 3 rolos de tomada única em Super 8 e finalizado digitalmente. Premiado nos festivais MFL 2015-Mostra do Filme Livre e no Alternative – Sérvia. Foi exibido no CEN – Festival Cine Esquema Novo de Porto Alegre em 2015, convidado pelo S8, da Coruña no mesmo ano, exibido no festival de cinema de Ouro Preto, Festival Dobra no MAMRio, 4a edição do Cine Rua Sete no ES, This is not a robot film festival, Atenas, Grécia, 2019, Cine Cleo da Universidade de Brasília, etcetera 

Também foi exibido como integrante de mostras de conjunto de trabalho do Duo Strangloscope na sessão Stay Strangulated, curadoria de Raju Roychowdhury para o Festival 5th Tent Litle Cinema Festival for Experimental Films and Media Arts em Calcutá, Índia , Retrospectiva Duo Strangloscope na Cinemateca de Curitiba, integrando a exposição Miragens em Tempos de Guerra do etcetera. 

Curta: Schip | 2’26’’ |Tomada única em Super 8 | 2016

Direção: Duo Strangloscope | Classificação: Livre

Sinopse: Que sempre existam almas para as quais o amor seja também o contacto de duas poesias, a convergência de dois devaneios. O amor, enquanto amor, nunca termina de se exprimir e exprime-se tanto melhor quanto mais poeticamente é sonhado. Um realista da paixão verá aí apenas fórmulas evanescentes. Mas não é menos verdade que as grandes paixões se preparam em grandes devaneios. Mutilamos a realidade do amor quando a separamos de toda a sua irrealidade.

Sobre o filme: criado para homenagear um amigo e realizador do Curta Oito que faleceu repentinamente. O curta foi exibido na edição em homenagem a Leandro Schip.

Curta: Movimento | 3’22’’ | DIGITAL + Super 8, 3’22” | 2019 

Direção: Duo Strangloscope

Classificação: Livre

Sinopse: Investiga como nossos corpos respondem/falam nos ambientes artísticos e de luta e ação social nas ruas no atual desgoverno das coisas. Num balé corpóreo as imagens jogam com os movimentos de contra-ataque, resistência, rebeldia,buscando responder às atuais crises globais e locais, às voltas ultraconservadoras, às políticas migratórias, aos “golpes legais” do Brasil, ao extermínio de minorias e de seus representantes, ao racismo, ao ódio de classe e à xenofobia.

Sobre o filme:  Foi exibido na 12a Mostra Curta Audiovisual de Campinas, Itaú Cultural, exibido na exposição Análogos + Digitais, LabInter, UFSM, 2021, Prêmio de melhor filme do Bologna in Lettere, 2021

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas