Polícia identifica detento que extorquia mulher com ameaça de divulgar suas fotos íntimas em Campina

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Um golpe cada vez mais comum no Brasil resultou na identificação e prisão de dois homens em Campina Grande, pela Polícia Civil. Um deles é detendo de uma penitenciária da cidade, e o outro – seu irmão – mora no bairro do Jeremias.

Eles conseguiram fotos íntimas de uma mulher e passaram a exigir quantias em dinheiro para não divulgar essas imagens na internet. O homem que está preso telefonava para a vítima e mandava ela depositar o dinheiro via Pix. O irmão dele, em liberdade, era quem sacava os valores.

A vítima disse em registro de Boletim de Ocorrência que chegou a pagar a quantia de R$ 1 mil para os investigados, mas mesmo assim eles continuaram pressionando a mulher a depositar mais dinheiro, o que a faz procurar a polícia.

A Polícia Civil investigou o caso e, nessa quinta-feira (9), prendeu o suspeito no bairro do Jeremias. Ele tem 25 anos de idade e irá responder pelo crime de extorsão, cuja pena é de 4 a 10 anos de reclusão. O investigado que já cumpre pena por homicídio no presidio tem 30 anos de idade e também responderá pelas extorsões praticadas contra essa mulher.

Não deposite dinheiro

A Polícia Civil alerta para os riscos de manter fotos íntimas em aparelhos celulares e, caso essas imagens passem a ser motivos de extorsão por parte de alguém, nunca deposite dinheiro para criminosos. Procure a delegacia e faça o registro do fato.

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas