‘Não vou sossegar enquanto a justiça não for feita’, diz irmã de motociclista morto em acidente em Manaíra

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Camila Marques, irmã de Kelton Marques de Sousa, de 33 anos, morto ao ser atingido por um veículo em alta velocidade, no início da manhã deste sábado (11), na Avenida Flávio Ribeiro Coutinho (Retão de Manaíra), falou ao programa Cidade em Ação Especial, da TV Arapuan e, emocionada, afirmou que iria buscar justiça para o irmão. “A dor maior é da mãe, da esposa, meu pai passou mal no local e, não vai trazer a vida dele de volta, mas eu não vou sossegar enquanto a justiça não for feita”, disse.

A irmã contou que Kelton tinha o sonho de ter o próprio negócio e que estava fazendo trabalho extra como motoboy para alcançar esse objetivo. “Ele trabalhava em uma distribuidora e à noite fazia bico de motoboy até às 5h. No momento do acidente ele devia estar voltando para casa”, comentou.

Revoltada, Camila disse que Kelton deixou duas filhas pequenas, e acusou o motorista de estar bebendo com amigos antes do acidente. “O Instagram dele é aberto e tinha imagens, que foram apagadas, mostrando ele bebendo. Ele bateu no meu irmão e não tentou socorrer, fugiu do local”, reclamou.

Camila se emocionou ao falar sobre o irmão, ela disse que ele era um homem esforçado, trabalhador e que sempre quis dar o melhor para a família dele. “Ele dizia: ‘Amarela, você vai ser minha funcionária, eu tô correndo atrás. Vou sair do trabalho e trabalhar para mim'”, falou emocionada.

“Falo por mim, vou correr atrás da justiça, ele não merecia essa morte tão sofrida e dolorosa. Era um bom filho, com certeza um bom esposo e um bom irmão”, disse.

O sepultamento será na cidade de Bayeux, neste domingo (12) e o velório acontece na quadra do São Bento.

No fim da manhã, um grupo de motoboys reuniu-se no local do acidente com faixas de “Luto”.

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas