Cícero diz que professores que não estiverem vacinados não poderão voltar à sala de aula

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, comentou nesta segunda-feira (02), as flexibilizações publicadas no novo decreto desse domingo (1º) em relação ao retorno às aulas.

De acordo com a publicação, a previsão do retorno para as aulas em sistema híbrido (remoto e presencial) na rede pública na Capital só deve voltar em agosto e o prefeito explicou que isso dará tempo hábil para os profissionais que estão imunizados com a primeira dose (D1), recebam a segunda dose (D2) entre os dias 15 e 16.

Dessa forma, segundo prefeito, o retorno será mais seguro. Da mesma forma, os professores que não estiverem imunizados com a D1 não poderão voltar à sala de aula.

Jogos – O retorno de torcida aos estádios, adiantado pelo prefeito antes da publicação do decreto, não foi autorizado no decreto. Isso porque, segundo o gestor, é preciso manter um diálogo com o governador. O retorno é esperado para os jogos do Botafogo-PB que luta por uma vaga na Série B e firmou um convênio com a Prefeitura de João Pessoa na semana passada.

Vacinação – também não há adiantamento do público alvo da próxima remessa de vacinas, porém Cícero destacou que a tendência é que seja ampliada a cobertura vacinal da primeira dose. Ele destacou também que mais de 80% do público adulto com mais de 18 anos já está imunizado pelo menos com a primeira dose e mantém a previsão de vacinar todos com a D1 até o fim de agosto.

O prefeito ainda anunciou a compra de tablets para agentes de saúde, o projeto de implantação da telemedicina na Capital e a disponibilização de mamografias preventivas para todas as mulheres com mais de 40 anos no mês de aniversário da cidade.

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas