Assistidos e autoridades agradecem e elogiam Programa Itinerante da DPE-PB

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Nos municípios de várias regiões do estado que a Defensoria Itinerante vem percorrendo, a receptividade e a satisfação não externadas não só pelos assistidos, que não têm condições de pagar a um advogado para ter acesso aos mais elementares direito, mas também, por presidentes de Câmara e prefeitos.

Alguns, a exemplo do prefeito de Camalaú, Sandro Môco, fazem questão de gravar vídeo, destacando o alcance da iniciativa da DPE-PB, no caso, sobretudo pelo fato de evitar o deslocamento de pessoas carentes para outros centros, como Monteiro e Campina Grande, em busca da resolução de problemas jurídicos.

“É um trabalho de suma importância para a comunidade, que ganha ainda mais valor pelos conhecimentos e orientações prestados nos atendimentos”, concluiu.

Interesse de outros municípios

A eficiência do Programa também chama a atenção de outros municípios aos quais a Unidade Móvel ainda não se instalou. Foi o caso de Livramento, onde o vereador-presidente da Câmara Municipal de Maturéia, Aprigio Firmino, esteve para conhecer o funcionamento, como também, solicitar a prestação de serviços para a sua cidade.

Durante essa nova itinerância, que teve início no último dia 1°, por Ingá e vai até sábado (24), em Alcantil, alguns casos dimensionam bem o significado do Programa para essas pessoas. Foi graças a ele que a agricultora Claudete de Freitas Silva, que há anos desejava tirar a certidão de nascimento de uma filha, resolveu o seu problema.

Em Monteiro, acompanhado da mãe, Geovane José Júnior de Oliveira, aproveitou a oportunidade para resolver dois problemas: a certidão de óbito de uma tia recém-falecida e elaboração de uma procuração para cuidar do viúvo, idoso. “Fui muito bem atendido, com agilidade e só tenho a elogiar o Programa, pelo acesso que nos facilita”, afirmou.

Dever e satisfação

Por sua vez, o defensor público e coordenador Durval Oliveira, lembrou que tudo isso só está sendo possível, graças ao integral empenho, organização e iniciativa do defensor público-geral Ricardo Barros.

“Muitos são os desafios, mas o dever de prestar assistência jurídica gratuita aos que mais precisam, é uma satisfação para os que fazem parte da Defensoria Pública Itinerante”, declarou.

Além dele, a equipe é composta por 11 pessoas: três advogados assistentes (Newton Soares, Maria da Glória, Isabella Navarro), três auxiliares administrativos Iranildo, Janaína e Ednaldo, um condutor do Caminhão Escritório, Ari, um técnico em elétrica e informática, Adelmar e um condutor da Van, Manoel, que transporta a equipe.

Essas pessoas são as responsáveis em atender através da unidade móvel, a população onde há ausência de defensor público ou onde estes precisem de apoio.

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas