Caso Expedito: Advogado diz que sobrinho não é o mentor e existem outros envolvidos no crime

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Na imagem Ricardo ao lado de Expedito. Ele é sobrinho da vítima e apontado pelas investigações como o mandante do crime - (Foto: Redes Sociais)

O advogado de defesa de Ricardo Alves, sobrinho de Expedito Pereira, apontado pelas investigações da Polícia Civil como mentor do assassinato do ex-prefeito de Bayeux, afirmou nesta quarta-feira (30), durante entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, que existem outros envolvidos na execução do crime.

Segundo o advogado Júnior Moura, o executor Leon Nascimento dos Santos tem criado uma falsa narrativa para incriminar Ricardo. O objetivo, segundo a defesa, seria supostamente encobrir a identidade do verdadeiro mentor do crime. Ele, porém, não apontou nomes e afirmou que vai provar diante do júri a inocência de Ricardo.

Audiência de instrução dos acusados de matar Expedito Pereira foi encerrada na tarde dessa terça-feira (29). Agora, eles devem ir a júri popular em audiência que será marcada pelo juiz responsável pelo caso.

Destaques

As Mais Lidas​

Notícias Relacionadas