X
Dólar
Euro
15 de May de 2021

OPERAÇÃO

Polícia Civil cumpre mandados em Bayeux e Santa Rita e prende suspeito de homicídio

04/05/2021 | 12h19min
Imagem reprodução – (Foto: Assessoria)

A Polícia Civil da Paraíba deu cumprimento, nesta terça-feira (4), a quatro mandados de prisão e um mandado de busca e apreensão, em ação realizada nas cidades de Bayeux e Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. Um homem suspeito de homicídio foi preso. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Mista da Comarca de Bayeux, após parecer favorável do Ministério Público da Paraíba.

“A investigação refere-se a uma tentativa de homicídio no dia 02 de fevereiro de 2021 e, em momento posterior, ao crime de homicídio qualificado no dia 26 de março de 2021, tendo como vítima nos dois casos a pessoa de Erick de Lima Braga Junior, conhecido por Galego”, informou o delegado Magno Toledo, da 4º Delegacia Seccional de Polícia Civil (DSPC), Magno Toledo.

Inicialmente, os suspeitos são investigados pela prática de um roubo contra um fornecedor de frango, fato este praticado no bairro Alto do Mateus, João Pessoa, no dia 25 de janeiro de 2021, subtraindo o valor aproximado de R$ 70.000,00. Essa investigação foi presidida pela Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio da Capital.

“Ocorre que, entre os suspeitos, dois são irmãos gêmeos. Já a vítima da tentativa de homicídio e do homicídio é irmão adotivo dos referidos suspeitos. A investigação aponta que o motivo seria uma retaliação, por vingança, uma vez que a vítima teria denunciado o caso à polícia”, declarou o delegado Ragner Magalhães.

A vítima de um roubo praticado no bairro Alto Mateus também fornecia frango para o abatedouro de Erick de Lima Braga Junior. Logo após o crime, ligou para Erick para contar do ocorrido, dando detalhes da ação criminosa.

Dois dos suspeitos, entre eles um irmão, moravam na casa de Erick, que depois viria a ser assassinado. Esse referido irmão adotivo teria chegado a sua casa com uma motocicleta, logo após a prática do roubo.

“Além disso, Erick teria encontrado a quantia de R$ 3.000,00 no interior da referida motocicleta, ainda com manchas de sangue, causando desconfiança. E que, depois dessa descoberta, o referido irmão se evadiu do local. Erick apresentou a motocicleta e a quantia encontrada à autoridade policial, a qual fez a devida apreensão, o que causou revolta entre os suspeitos”, detalhou o delegado Ademir Fernandes.

Suspeito se passou por irmão gêmeo
No dia 01 de maio de 2021, após a expedição dos mandados e antes da deflagração da Operação Vali, a Polícia Militar da Paraíba realizou a prisão em flagrante de um homem por apresentar comportamento suspeito ao conduzir uma motocicleta e, após sua abordagem, ficou constatado que o veículo tinha restrição de roubo/furto. Acontece que este indivíduo se identificou como sendo seu irmão gêmeo, mas por ter mandado de prisão temporária contra os dois, terminou sendo recolhido na Carceragem da Central de Polícia da Capital.

Após as diligências da Polícia Civil, e com o respectivo exame de identificação criminal, foi possível dar cumprimento aos mandados de prisão em desfavor do mesmo. Já os outros suspeitos encontram-se em lugar incerto.

Segundo os Delegados Ragner Magalhães e Ademir Fernandes, a escolha do nome da operação como “Vali” justifica-se pelo fato de que Vali é o Deus da vingança na mitologia nórdica. O principal motivo de seu nascimento foi vingar a morte de seu irmão, Balder, o filho amado de Odin, vindo a matar o assassino, que seria Hod, Deus cego, também filho de Odin.

A população pode colaborar com a Polícia Civil fazendo qualquer tipo de denúncia através do número 197 (Disque-Denúncia). A ligação é gratuita e anônima, mas caso o denunciante queira se identificar é garantido o mais absoluto sigilo sobre sua identidade.


Portal Paraíba

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.