X
Dólar
Euro
14 de May de 2021

ROMPIMENTO

‘100 dias de atraso’, diz Luciano ao rebater críticas de Cícero e apontar decisão política em contratos do lixo

13/04/2021 | 15h56min
Luciano Cartaxo – (Foto: Sistema Arapuan de Comunicação)

O ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), rebateu as críticas do prefeito Cícero Lucena (PP) que apontou ilegalidades e ‘conluio’ no proceso de licitação e contratos com três empresas responsáveis pela coleta de lixo e limpeza urbana da Capital na antiga gestão como justificativa para a suspensão dos serviços.

Durante entrevista concedida ao programa Rede Verdade, do Sistema Arapuan, Cartaxo afirmou que deixou a cidade organizada, com a coleta de lixo regular e que a decisão de romper os contratos foi política, pois, segundo o ex-prefeito, não há ilegalidades no processo que justifiquem a decisão de Cícero.

“Se você for pegar uma foto de 31 de dezembro, ver a imagem da cidade naquele momento, não tem lixo nas calçadas, nos bairros, não tem reclamação sobre a coleta. Entregamos a cidade limpa e organizada. A decisão de suspender o contrato é uma decisão política da atual gestão, porque nós deixamos tudo organizado”, explicou.

Segundo o ex-prefeito, ao rebater as críticas sobre as obras da barreira do Cabo Branco e o atraso no cronograma do Programa João Pessoa Sustentável, que conta com empréstimo no valor de 100 milhões de dólares, ele afirmou que Cícero Lucena recebeu um relatório completo sobre as obras em aberto com mais de 2 mil páginas, além de dinheiro em caixa para dar continuidade.

“A gestão atual falou em muita coisa, procure uma linha de fala qualquer deles contestando os R$ 354 milhões que deixei em caixa. Em 102 dias de gestão não tem ninguém da Prefeitura de João Pessoa que possa dizer que os números não bateram. A atual gestão recebeu tudo na mão, tem dinheiro no caixa, tem dinheiro do BIRD. O que tá faltando é isso, trabalhar, olhar para frente, parar de olhar para trás, pois já se perderam 100 dias nessa cidade”, afirmou Luciano Cartaxo.

Confira a entrevista na íntegra:


Edney Oliveira/Redação

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.