X
Dólar
Euro
28 de October de 2020

'CAMPEONATO SOB SUSPEIÇÃO'

Grêmio se revolta com arbitragem em jogo contra o São Paulo e vai à CBF

18/10/2020 | 12h09min
Pepê, atacante do Grêmio, no lance que pediu pênalti de Reinaldo — Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

A direção do Grêmio promete uma incursão à CBF para reclamar dos episódios ocorridos durante a partida no Morumbi, neste sábado (17), contra o São Paulo. O time gaúcho acredita que o juiz do duelo foi influenciado após reunião do time paulista com a comissão de arbitragem.

Paulo Luz, vice de futebol afirmou que certamente o clube vai tomar uma posição muito dura, contundente, veemente. “O que aconteceu aqui hoje foi uma vergonha nacional, que coloca o campeonato sob suspeição”, disse.

A revolta foi com as decisões do árbitro em dois lances, um onde o time gaúcho pediu pênalti e outra pelas pancadas sofridas pelos jogadores Alisson e Luiz Fernando.

O presidente Romildo Bolzan Júnior utilizou a página do Grêmio no Twitter para manifestar o descontentamento. Ele afirmou que o clube foi “flagrantemente prejudicado”, chamou o VAR de “omisso” e disparou que “não há mais espaços para imoralidades”.

“O resultado do jogo não refletiu a partida. O Grêmio foi flagrantemente prejudicado, embora os critérios: pênaltis, cartões e critérios de avaliações. Sem falar no VAR, novamente omisso. Deslegitimou, desacreditou a arbitragem e o crédito do futebol brasileiro pelo antecedente da influência do São Paulo na troca do quadro arbitral. Chega. Sem mais mais espaços para imoralidades”, declarou Bolzan.

A manifestação de Romildo citou a troca de arbitragem que ocorreu para o confronto. Na quinta-feira, os diretores do São Paulo Raí e Alexandre Pássaro estiveram na CBF para debater os erros da arbitragem que entendiam contra sua equipe.

No encontro com o presidente da comissão de arbitragem, Leonardo Gaciba, ficou definido que Rafael Traci, árbitro de vídeo na polêmica derrota para o Atlético-MG, seria mantido como juiz de campo no confronto diante do Grêmio.

Todavia, o responsável pelo VAR, Rodolpho Toski Marques, também teve criticada a atuação no empate em 3 a 3 com o Fortaleza, no meio da semana, pela Copa do Brasil. Acabou substituído por Elmo Alves Resende Cunha para o duelo com o Grêmio.

Este conjunto de fatores fará o Grêmio encaminhar um ofício formal à CBF para solicitar uma reunião com o chefe da comissão de arbitragem.

Com informações do Globo Esporte


Redação

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.