X
Dólar
Euro
20 de September de 2020

NAS REDES SOCIAIS

Oposição do Botafogo-PB denuncia aumento de despesas e financiamento junto ao INSS em ano de arrecadação recorde

16/09/2020 | 18h40min
Sede do Botafogo (Foto: Reprodução / Google Street View)

A Frente Belo de Verdade, ligado ao grupo de oposição a atual adminsitração do Botafogo-PB, publicou hoje (15), em suas redes sociais, uma analise da prestação de contas do clube em 2019 e denuncia um aumento inexplicável das despesas, além de um financiamento junto ao INSS.

Encabeçado por Alexandre Cavalcanti, representante nas negociações frustradas com Sérgio Meira, o movimento diz que auditoria externa atestou que, no ano passado, foi registrado saldo positivo nas finanças do clube em todos os meses. Mesmo assim, e com uma receita bruta de R$ 11,7 milhões, foi realizando um parcelamento junto ao INSS de pouco mais de R$ 250 mil.

Esse parcelamento foi realizado via Refis, o Programa de Recuperação Fiscal, uma ferramenta do governo federal para que pessoas físicas e jurídicas renegociem as suas dívidas com os órgãos da União. No caso do Belo, foi solicitada uma renegociação devido as dívidas trabalhistas, mesmo em um ano de recorde de arrecadação.

Outro ponto alvo de denúncia diz respeito a um aumento, aparentemente injustificável, de 69% no total das despesas administrativas em relação à 2018. Os itens referentes a Serviços Pessoa Física, gastos com pessoal em dia de jogos, e Manutenção – Impostos Taxas e Contribuição apresentaram crescimento nos gastos em 64% e 61%, respectivamente.

Por fim, o grupo questiona a não observação de norma estatutária sobre a divulgação dos balanços trimestrais. Com três trimestres já decorridos do ano de 2020, nenhum balanço ainda foi apresentado ao Conselho Deliberativo pela atual gestão.

Em contato da reportagem do Voz da Torcida com o atual presidente Orlando Soares argumentou que o aumento das despesas se dá em função do aumento das receitas, que uma situação levaria a outra. Já sobre o passivo trabalhista, não se manifestou.

As contas do clube foram o principal ponto de impasse entre a oposição e a situação no acordo que Sérgio Meira tentou selar. Contrários a cederem o departamento financeiro, membros da atual direção se opuseram ao acerto e forçaram a renúncia de Meira.


Voz da Torcida

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.