X
Dólar
Euro
15 de July de 2020

Pandemia

Fogueiras e fogos de artifícios podem ser proibidos na Capital por conta da Covid-19

02/06/2020 | 12h17min

Quem pensa em comercializar e fazer um fogueira ou soltar fogos de artifício nessa época do ano, quando se comemora as festas juninas, pode procurar outro tipo de diversão e entretenimento. A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Seman), fará uma recomendação expressa para que esse tipo de ação não seja realizada por conta da pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

O secretário da Seman, Abelardo Jurema Neto, disse que a fumaça das fogueiras e dos fogos de artifícios apresentam substâncias nocivas que podem causar ou piorar problemas respiratórios na população, principalmente nesse momento de pandemia do coronavírus que a Capital, o Estado e o Mundo vem enfrentando.

Entretanto, Abelardo esclareceu que se trata apenas de uma recomendação que a Secretaria vai fazer, ainda esse semana, e não uma medida proibitiva. “Esse ano por causa dessa terrível pandemia do coronavírus, nós vamos editar uma recomendação expressa. A gente não tem o poder de polícia. A gente não tem o poder legislativo de prender os responsáveis pelas fogueiras e pelos fogos de artifícios. Mas nós vamos nos unir, ainda mais, a sociedade, a população e pedir que ela compreenda como é nocivo acender a fogueira e como é tão nocivo é soltar fogos de artifícios no momento em que o ar livre, a respiração é tão importante”, ressaltou.

Segundo ele, a equipe jurídica da pasta já está elaborando essa proposta que será encaminhada para a Procuradoria do Município e depois repassada à imprensa, daqui para sexta-feira (5). Abelardo Jurema admitiu a possibilidade de encaminhar projeto de lei à Câmara Municipal de João Pessoa sobre o assunto.

A recomendação será encaminhada, ainda, para o conhecimento de setores empresárias e órgãos de fiscalização.


Paulo de Pádua

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.