X
Dólar
Euro
14 de July de 2020

PANDEMIA

Eliza lamenta reprovação do Projeto Indicativo que reabriria os templos das igrejas em João Pessoa

28/04/2020 | 16h25min
Foto: Olenildo Nascimento/CMJP

A suplente de deputada federal, vereadora Eliza Virgínia (PP), lamentou, na tarde desta terça-feira (28), a reprovação do Projeto Indicativo de sua autoria que seguia todas as orientações de segurança contra a Covid-19 e iria reabrir os templos das igrejas na Capital. A sessão aconteceu on-line com os vereadores da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) “As igrejas terão que esperar mais um pouco, a não ser que o prefeito Luciano Cartaxo delibere por si próprio”, disse a parlamentar.

“Infelizmente não fomos vitoriosos no projeto de indicação da reabertura dos templos. Apensar de todos os critérios que elencamos no referido projeto, não permitindo pessoas do grupo de risco frequentar os cultos e missas, entre outras medidas, mas mesmo assim os vereadores não acharam por bem aprovar esse projeto e indicação”, explicou Eliza.

Segundo a parlamentar, antes do isolamento social as igrejas já tinham adotados medidas de segurança. “Infelizmente os vereadores não entenderam isso. Estamos ainda presos, refém em nossas casas, com pessoas sofrendo com depressão, com dores na alma. Acho essa prática dos vereadores ruim, de cada vez mais pisamos na nossa constituição pelo direito de de ir e vir, direito de crença, de credo e de frequentar as igrejas”, pontou Eliza.

O projeto iria instituir a reabertura dos templos e igrejas para reuniões durante o período de calamidade pública, proveniente da propagação do vírus covid- 19 no município de João Pessoa e dá outras providências.

Para evitar as contaminações, iria ser tomada as seguintes medidas: Distanciamento mínimo de 2(dois) metros entre as pessoas; Os acentos deveriam ser marcados e/ou afastados à distância de 2(dois) metros quadrados uns dos outros; As pessoas deveriam obrigatoriamente fazerem o uso de máscaras durante o período em que durar as reuniões; Não seria permitido a entrada de pessoas inclusas no grupo de risco, ou seja, crianças, pessoas acima de 60 (sessenta) anos, fumantes e portadores de doenças crônicas: diabéticos, hipertensos, asmáticos, entre outas medidas.


Assessoria

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.