X
Dólar
Euro
09 de April de 2020

DESINFORMAÇÃO

Áudio de suposta médica que diz que funcionária da Frei Damião morreu de H1N1 é falso

25/03/2020 | 10h11min

Após ser descartada a suspeita de que a morte de uma funcionária da Maternidade Frei Damião em João Pessoa, nesta terça-feira (24), foi causada por Covid-19, áudios circularam nas redes sociais afirmando que a vítima teria morrido de H1N1.

A secretaria de saúde do Estado (SES) afirmou que o áudio gravado por uma suposta médica afirmando que o exame da funcionária testou positivo para H1N1 é falso.

“Esta informação é inverídica, uma vez que foi testado no LACEN-PB para COVID-19, ainda aguardando o resultado para outros vírus respiratórios. A investigação de um óbito pela vigilância epidemiológica dura até 60 dias”, diz a nota da secretaria.

A assessoria da SES ainda destacou que nesta época as doenças respiratória virais são mais presentes, mas não há diferença no número de casos quanto aos anos anteriores.

A secretaria lembrou ainda que a divulgação de fakenews atenta contra a legislação. Para denunciar a prática de ‘fake news’ na Paraíba basta ligar para o Disque-Denúncia da Polícia Civil (197) ou registrar um B.O sem sair de casa, pela Delegacia on-line, no seguinte endereço: www.delegaciaonline.pb.gov.br

João Pessoa

Em entrevista ao Sistema Arapuan nesta quarta-feira (25), o secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, tranquilizou a população afirmando que todo ano existem casos da doença, porém não há surto.

O secretário ainda afirmou que a vacina que está sendo ofertada à população em campanha neste momento previne não apenas a gripe comum (Influenza) como também o H1N1 e H3N2.


Marília Domingues

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.