X
Dólar
Euro
05 de June de 2020

CONFRONTO

Wallber ataca imprensa e anuncia CPI; sindicato lamenta

17/02/2020 | 10h11min

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba reagiu à iniciativa do deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas) que anunciou o início da coleta de assinaturas para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra a imprensa. A iniciativa de Wallber se deu após questionamentos ao deputado a respeito de uma suposta confusão que ele teria se envolvido durante a passagem de um dos blocos do Folia de Rua em João Pessoa.

Na nota, a entidade diz que “se o parlamentar tem queixas em relação à atuação de algum profissional ou veículo de comunicação deve citar os nomes e os fatos desabonadores cometidos por um ou o outro para que sejam apurados no Conselho de Ética do Sindicato ou mesmo pela Federação Nacional de Jornalismo (Fenaj)”.

Assim, o sindicato repudia

Confira a nota do Sindicato dos Jornalistas:

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DO ESTADO DA PARAÍBA

NOTA

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba lamenta profundamente a iniciativa do deputado estadual Wallber Virgolino que anunciou a coleta de assinaturas para uma CPI da Imprensa da Paraíba. A entidade entende que se o parlamentar tem queixas em relação à atuação de algum profissional ou veículo de comunicação deve citar os nomes e os fatos desabonadores cometidos por um ou outro para que sejam apurados no Conselho de Ética do Sindicato ou mesmo pela FENAJ.

Por outro lado, o Sindicato repudia totalmente as práticas não condizentes com o Código de Ética e a responsabilidade social dos jornalistas e defende que estas sejam apuradas com amplo direito à defesa e, caso procedentes, punidas exemplarmente.

O caso

No sábado (15) surgiu uma informação de que o deputado teria se envolvido em uma confusão registrada em um bloco de carnaval, na sexta-feira (14). Procurado pelo portal Paraíba.com.br, o deputado negou envolvimento, mas visivelmente irritado, afirmou que quando brigasse seria “na bala”. A informação ganhou forte repercussão.

O parlamentar, então, no domingo (16) publicou nas suas redes sociais que buscará assinaturas para instalar uma CPI denominada “CPI do Toco/Imprensa”. “Não é de hoje que os maus profissionais dessa área precisam de enquadramento”, escreveu.

Veja na íntegra a nota do deputado


Infelizmente, alguns sistemas de comunicação da Paraíba que se acostumaram com o dinheiro farto e fácil da CALVÁRIO, se transformaram num valhacouto de vagabundos inclinados a marginalizar quem não é marginal e a transformar corruptos em inocentes mediante paga.

Não sou de briga e se me virem agarrado com homem: são meus filhos. Sou adepto da teoria de que homem não se desmoraliza, não troco tapas, troco tiro!!!

Terça-feira irei começar a colheita das assinaturas para instaurar a CPI DO TOCO/IMPRENSA, não é de hoje que os maus profissionais dessa área precisam de enquadramento.

Terão que justificar contratos de pessoas jurídicas e físicas com entes públicos e o patrimônio incompatível com o que recebem.


Redação

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.