X
Dólar
Euro
18 de February de 2020

NEGLIGÊNCIA?

Detento morre de infecção e família acusa presídio de servir comida estragada

26/01/2020 | 10h55min

O detento da Penitenciária de Segurança Padrão de Campina Grande, Pablo Ítalo Vieira Gomes, de 19 anos, morreu nesta sexta-feira (24) após passar menos de 24 horas internado no Hospital de Trauma de Campina Grande. De acordo com o laudo hospitalar, o presidiário faleceu vítima de uma infecção generalizada e a família acusada a direção do presídio de negligência.

Em entrevista ao Blog do Márcio Rangel, a mãe da vítima afirmou que o filho vinha apresentando queixas desde o início do mês, após ingerir uma refeição que supostamente não o fez bem.

De acordo com a mulher, no domingo (19) ao visitar o rapaz, ela percebeu que o filho apresentava inchaço pelo corpo, sintoma apresentado desde a ingestão do alimento, no dia 1º de janeiro. Ela afirmou que seu filho foi levado à enfermaria da detenção, porém, a direção da unidade determinou o retorno do apenado à cela.

Na quinta-feira (23) pela manhã, o detento teria apresentado uma piora no quadro de saúde, onde chegou a desmaiar várias vezes dentro da carceragem. Somente depois disso é que ele foi levado ao Hospital de Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, onde não resistiu e faleceu no início da manhã da sexta.

A mãe declarou ainda que só soube da morte do filho no Fórum Criminal, por meio de amigos da família. “Em nenhum momento o presídio informou o caso a família” completou.

O corpo de Pablo Ítalo foi sepultado no fim da manhã deste sábado (25).
A família, ainda abalada pelo fato, se queixa de omissão de socorro por parte da direção da penitenciária.

A família do presidiário – que cumpria detenção provisória acusado na prática de roubos e furtos – registrou o caso na delegacia. As ligações da redação não foram atendidas pela direção da penitenciária.


Blog do Márcio Rangel

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.