X
Dólar
Euro
29 de March de 2020

GRAND SLAM DO MMA

Cris Cyborg derrota canadense e conquista cinturão do Bellator; vídeo

26/01/2020 | 13h13min
Foto: reprodução/twitter

Cris Cyborg estreou com pé direito no Bellator. A brasileira, recém-contratada pela organização, fez sua primeira luta logo disputando o título dos penas contra a campeã Julia Budd, que estava invicta há 11 combates. A disputa foi a principal atração do Bellator 238, que foi realizado neste sábado em Inglewood, na Califórnia.

Cris dominou o duelo, vencendo todos os rounds, até aplicar uma sequência de socos e joelhadas que obrigou o árbitro a interromper o combate e declarar o nocaute técnico no minuto inicial do quarto round.

Com o triunfo, Cris Cyborg conquistou seu quarto cinturão na carreira: Strikeforce, Invicta, UFC e, agora, Bellator.

A luta

Cyborg começou soltando bons golpes, foi para o clinche, e na sequência aplicou uma queda. A luta voltou em pé e as lutadoras seguiram clinchadas nas grades. Quando o combate foi para a troca franca, Cris conectou bons socos e joelhadas, mas escorregou e acabou indo para o chão, por baixo. A brasileira ainda ameaçou um triângulo, mas Budd escapou e ficou por cima. O combate foi interrompido após Budd aplicar uma joelhada ilegal em Cris. Com a luta reiniciada, a brasileira aplicou um knockdown no minuto final e seguiu dominando por cima de sua oponente até o gongo soar e determinar o fim do primeiro round.

Cris voltou no segundo round com sua agressividade habitual. Budd resistiu e conseguiu respirar enquanto esteve no clinche com a brasileira nas grades. Cyborg aplicou algumas boas sequências de socos e joelhadas, mas o segundo round foi quase todo disputado com as lutadoras nas grades. A canadense ainda tentou aplicar uma queda em Cris, que se defendeu e conectou fortes socos e joelhadas na sua adversária.

O terceiro round seguiu o ritmo dos anteriores, com as lutadoras passando boa parte do tempo no clinche. Ao se desvencilharem e voltarem ao centro do cage, Cris encaixou um golpe de direita e levou para o solo, onde castigou sua adversária no ground and pound. A brasileira passou a guarda, e nos segundos finais chegou à montada, onde disparou uma série de socos, que foi interrompida com o gongo soando e decretando o final do round.

Cris aplicou uma blitz no primeiro minuto do quarto round, castigando sua adversária com uma série de socos e joelhadas. A canadense apenas se defendeu até o árbitro interromper e declarar o nocaute técnico com 1m14s. Cyborg se jogou no centro do ringue, emocionada, e vibrou bastante com a conquista.


Combate

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.