X
Dólar
Euro
08 de April de 2020

POLÊMICA

Bolsonaro defende ‘direito’ de Trump de deportar brasileiros dos EUA

26/01/2020 | 13h20min

Durante visita à Índia, o presidente Jair Bolsonaro defendeu que os Estados Unidos têm “direito” de deportar brasileiros que estão no país ilegalmente. A declaração ocorreu neste sábado 25, durante entrevista a jornalistas na capital Nova Délhi.

Na madrugada deste sábado, chegou no Brasil um avião com 50 brasileiros deportados pelo governo do presidente americano, Donald Trump. A aeronave foi fretada pelo governo estadunidense e aterrissou no Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte (MG), por volta da meia-noite.

“Olha, o que eu falar aqui vai dar polêmica, tá certo? Acho que, em qualquer país, as suas leis têm que ser respeitadas, né? Qualquer país do mundo onde pessoas estão lá de forma clandestina, é um direito daquele chefe de Estado, usando da lei, né, devolver esses nacionais”, declarou o presidente.

Bolsonaro também afirmou que não tratou diretamente com Trump sobre o tema e disse que lamenta que brasileiros se submetam à clandestinidade nos Estados Unidos.

“Lamento que os brasileiros foram buscar novas oportunidades lá fora e voltam para cá deportados. Lamento, mas temos que respeitar a soberania dos outros países”, disse.

Perguntado se o governo brasileiro pretende ajudar os Estados Unidos a identificar pessoas a serem deportadas, Bolsonaro disse que o Brasil não tem esse controle. O presidente aproveitou para criticar a lei brasileira de imigração, que, segundo ele, “é uma vergonha”.

“Se você for ler a nossa lei de imigração, nenhum país do mundo tem isso o que nós temos lá. É uma vergonha a nossa lei de imigração. Fui o único a votar contra [quando era deputado federal], foi simbólico, o único a discursar contra quando ela foi elaborada e votada lá. Fui muito criticado pela mídia, né? O pessoal chega no Brasil com mais direitos do que nós. Então, isso não pode acontecer. Afinal de contas, nós devemos preservar o nosso país, né? E se abrir as portas como está previsto na lei de imigração, o país pode receber um fluxo de gente muito grande e com muitos direitos”, declarou.

Após Trump apertar o cerco contra imigrantes nos Estados Unidos ao estabelecer, em julho de 2019, novas regras de banimento de ilegais, o governo Bolsonaro emitiu parecer, em agosto, facilitando o processo de deportação de brasileiros considerados clandestinos.

Na ocasião, o Brasil passou a permitir a devolução de brasileiros apenas com um atestado de nacionalidade. Segundo a agência Reuters, os Estados Unidos chegaram a ameaçar o governo brasileiro de sanções, caso não facilitasse o processo de deportação.

O avião que chegou a Confins neste sábado 25 é o segundo desde a facilitação de deportações de brasileiros. Em outubro de 2019, chegou a Belo Horizonte o primeiro voo, com cerca de 70 pessoas. Este tipo de medida não era aceita desde 2006 pelo Brasil.


Carta Capital

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.