X
Dólar
Euro
23 de outubro de 2019

IMPLANTADA HÁ 10 ANOS

Pesquisa da UFPB revela que 1 em cada 4 pessoenses desconhece integração temporal de ônibus

09/10/2019 | 15h17min

Pesquisa de opinião executada pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) revela que, apesar de ter sido implantada há dez anos, um em cada quatro pessoenses desconhece a integração temporal de ônibus, por meio da qual é possível o usuário se transferir de uma linha para outra em qualquer parada onde se cruzam, dentro de um intervalo pré-determinado de tempo, sem precisar pagar por outra passagem.

Resultados foram apresentados à Semob e a empresas operadoras do sistema. Crédito: Divulgação

Além disso, o estudo aponta que 12% dos usuários têm conhecimento de que a integração temporal de ônibus existe, mas não a usa por não saber como e 24% não a utilizam por receio de extrapolar o tempo e ter que pagar outra tarifa. De acordo com o levantamento, 58% dos usuários utilizam a integração temporal diariamente.

A pesquisa de opinião mostra ainda que metade dos usuários frequentes do transporte público (48%) tem dificuldade de acesso a informações sobre a operação do sistema e que quando deseja saber de algo, a principal fonte de informações é outras pessoas (40%). A consulta a aplicativos é uma prática comum e os existentes no mercado são considerados bom ou muito bom por 59% dos entrevistados.

A sondagem também evidencia que, embora a passagem seja 15 centavos mais barata para quem usa cartão de passagem, 15% ainda faz o pagamento em dinheiro vivo e uma das principais razões para isso é o pouco uso que não justificaria a aquisição do cartão. Dos que o usam, 94% faz recarga em postos distribuídos pela cidade e terminais e 38% não sabiam que é possível comprar créditos pela internet.

Participaram da pesquisa de opinião 384 usuários. Eles responderam a 27 questões no dia 12 de setembro, uma quinta-feira, das 17 às 19h, na Estação da Lagoa, no Centro de João Pessoa. A confiabilidade dos resultados é de 95%. Quase 214 mil pessoas utilizam transporte público por dia, na capital.

O estudo foi desenvolvido por estudantes do curso de Engenharia Civil e Ambiental da UFPB, no âmbito da disciplina Transporte Público Urbano, sob a coordenação do professor Nilton Pereira de Andrade. Os resultados foram presentados a dirigentes e técnicos da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) e a empresas operadoras do sistema de transportes públicos de João Pessoa.

“O sistema de transporte público de João Pessoa tem perdido a cada ano um volume enorme de passageiros. A facilidade de uso de outras formas de deslocamento, como o transporte por aplicativo, tem contribuído para essa queda, assim como a dificuldade do sistema de se adequar às novas tendências e tornar seu uso mais fácil”, avalia o docente.

Para Andrade, estes e outros resultados encontrados provam que existe um enorme vazio entre os recursos que o sistema de transporte público dispõe e o nível de conhecimento que a população tem sobre os serviços oferecidos. “A nossa ideia é que a pesquisa contribua com dados para nortear campanhas educativas sobre temas específicos e assim poder melhorar a compreensão e utilização dos serviços disponíveis na capital”.

Ascom/UFPB


Assessoria

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.