X
Dólar
Euro
23 de outubro de 2019

OPORTUNIDADE

Concurso aberto na Paraíba tem 400 vagas e salários de até R$ 1,6 mil

22/09/2019 | 17h45min

A Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (FUNDAC), no estado da Paraíba, retificou o edital nº 01/2019 referente ao seu concurso público que preencherá 400 vagas para Agente Socioeducativo. O concurso FUNDAC – PB será executado pelo IBADE –  Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo.

Retificações

A retificação inclui um novo subitem ao edital, corrige um item sobre os exercícios físicos do TAF, que não havia sido publicado “com falha de impressão”, além de trazer outras informações sobre essa prova de capacidade física. Veja os detalhes no site da organizadora.

Vagas

Das 400 vagas em disputa, 348 são destinadas a candidatos do sexo masculino e 52 são destinadas a candidatas do sexo feminino. Há ainda, reserva de 5% das vagas para candidatos PcD’s.

Para concorrer a uma das vagas é necessário possuir o ensino médio ou técnico equivalente.

O vencimento básico é de R$ 998,00, acrescido de R$ 399,20 referente à Gratificação de Atividade Especial e de Risco (40%) e R$ 220,00 de auxílio alimentação, chegando a uma remuneração de R$ 1.617,20. Há também o adicional noturno de 20%.

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, podendo ocorrer em regime de plantão de 12×36 horas.

Locais das vagas

As vagas serão distribuídas entre os seguintes municípios: João Pessoa, Bayeux, Cabedelo, Santa Rita, Mamanguape, Rio Tinto, Sapé, Itabaiana, Guarabira, Lagoa Seca, Campina Grande, Alagoa Grande, Bananeiras, Monteiro, Sousa, Santa Luzia, Patos, Piancó, Itaporanga, Conceição, Uiraúna e Cajazeiras.

Os profissionais contratados poderão atuar nas seguintes unidades:

  • CEA – Centro Educacional do Adolescente;
  • CSE – Centro de Atendimento Socioeducativo Edson Mota;
  • CEJ – Centro Educacional do Jovem;
  • UAS – Unidade de Atendimento Socioeducativa ”Rita Gadelha”;
  • Unidade de Semiliberdade;
  • Padaria Escola e Profissionalização “Nosso Pão”;
  • Lar do Garoto / Abrigo Provisório.
Foto: reprodução

Inscrições

As inscrições podem ser realizadas até 07 de outubro de 2019, através do endereço eletrônico www.ibade.org.br ou de forma presencial no postos de atendimentos localizados nos municípios de João Pessoa, Campina Grande e Sousa. Os endereços estão disponíveis no anexo do edital.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 56,00, podendo solicitar a isenção desta taxa os candidatos que forem doadores de sangue, de leite materno ou de medula óssea, nos termos da Lei.

Provas

O concurso FUNDAC – PB será composto pelas seguintes etapas: prova objetiva, prova de títulos, prova de capacidade física, exame psicotécnico, investigação social e curso de formação profissional.

A prova objetiva será realizada na data provável de 27 de outubro de 2019 e terá duração de até quatro horas.

Para realizar a prova escrita o candidato deverá comparecer com antecedência mínima de uma hora, portando documento oficial e original de identidade e caneta esferográfica de tinta azul ou preta, fabricada em material transparente.

A prova objetiva valerá 100 pontos e será composta por 50 questões, sendo 10 questões de Língua Portuguesa, 5 questões de História da Paraíba, 10 questões de Direitos Humanos e 25 questões de Conhecimentos Específicos.

Esta prova possui caráter eliminatório e classificatório e estarão reprovados do concurso público os candidatos que obtiverem nota inferior a 50 pontos nesta etapa ou que zerarem qualquer uma das disciplinas da prova.

O candidato não poderá se ausentar do local da prova antes de decorrida uma hora de seu horário de início.

A prova de títulos valerá até 5 pontos, distribuídos da seguinte forma:

  • Experiência profissional: 0,25 ponto por ano, até o limite de 2,50 pontos;
  • Cursos de capacitação: 0,50 ponto por curso, até o limite de 2,50 pontos. Somente serão considerados os cursos com carga horária mínima de 40 horas aula e na área de socioeducação.

A prova de capacidade física – TAF possui caráter eliminatório e será composta por provas de corrida.

O curso de formação possui carga horária de 152 horas-aula, devendo o candidato possuir frequência mínima de 75%.

Dicas FUNDAC – assunto de prova: Adolescência e Puberdade

Este é um assunto de prova da FUNDAC. A adolescência é um período marcado por alterações físicas, sociais, psicológicas e biológicas. Portanto, é normal esperar que esse período de transição entre a infância e a idade adulta seja de certa forma “turbulento”, trazendo mudanças drásticas e conflitos na vida de um jovem e de sua família.

A Organização Mundial da Saúde estabelece que a adolescência tem início aos 10 anos de idade e chega ao fim aos 20 anos. Já a puberdade, que diz respeito especificamente ao desenvolvimento sexual, ocorre para as meninas dos 10 aos 14 anos e para os meninos dos 12 aos 16 anos.

Todos os adolescentes passam por várias mudanças na vida, mas as experiências podem variar bastante dependendo do ambiente familiar, das condições socioeconômicas, da cultura e do lugar onde vivem. Se durante o seu desenvolvimento o jovem puder contar com uma família bem estruturada na qual existe amor, cuidado, respeito e equilíbrio, ele certamente terá mais chances de fazer uma transição agradável para a vida adulta.

Veja abaixo 5 aspectos que passam por grandes mudanças durante a adolescência e a puberdade:

A mente do jovem
Os jovens precisam encarar uma série de questões que na infância nem eram mencionadas como a independência dos pais, a tomada de decisões a respeito da vida e da carreira, a construção e perda de laços interpessoais. Isso exige momentos de reflexão e provoca diferentes emoções no adolescente, que às vezes pode ser incapaz de compreender e responder apropriadamente a cada situação.

O relacionamento com membros da família
Conforme a pessoa vai crescendo e passando por novas situações, ela conhece traços e aspectos das pessoas com quem convive. Passar por momentos de estresse emocional ou precisar tomar decisões importantes pode evidenciar certa perda de amparo ou falta de compreensão por parte de alguns membros da família, o que pode decepcionar o jovem e fazê-lo se afastar dos mesmos.

As figuras responsáveis – pais, tios, avós – costumam assumir uma postura diferente quando um jovem passa pela adolescência, exigindo maturidade, dando ordens, responsabilidades e fazendo cobranças. De fato, é preciso estimular o desenvolvimento e as mudanças na vida do jovem, mas pressioná-lo de várias formas e não oferecer suporte emocional pode trazer consequências bastante negativas.

As atitudes e escolhas
O adolescente precisa lidar com novas situações que o encaminham para a vida adulta como a escolha da carreira, a necessidade de fazer tarefas em casa, a conquista de um emprego e a construção de um relacionamento íntimo. Diante desse novo contexto, as características infantis não se encaixam, portanto o jovem é estimulado (ou pressionado) a desenvolver novos hábitos e maneiras de pensar, criando assim uma nova identidade.

O corpo e a imagem
O corpo do adolescente é submetido a mudanças físicas e biológicas que o mantêm em crescimento até a metade ou o fim da adolescência. Mas nessa questão também entra a puberdade, que não é a mesma coisa do que adolescência, visto que se refere especificamente ao desenvolvimento sexual.

As meninas entre os 10 e 14 anos passam por modificações que afetam principalmente os quadris, seios e órgãos genitais. Os meninos entre os 12 e 16 anos passam por modificações nas áreas genitais e notável crescimento de pelos faciais e corporais.

Todas essas mudanças podem causar desconforto com a própria imagem e desejos de modificá-la, levando os jovens a manifestar suas inseguranças de diferentes maneiras.

A ação dos hormônios
Durante a adolescência, os hormônios trabalham bastante para conseguir realizar as mudanças necessárias. A glândula pituitária assume o importante papel de secretar novos tipos de hormônios para provocar alterações nos órgãos reprodutivos.

No corpo masculino, há a ação do folículo estimulante, responsável pela produção das células que dão origem aos espermatozoides. Já a testosterona atua na mudança das características infantis para os atributos que formam um homem adulto.

No corpo feminino, o estrogênio atua nas mudanças que ocorrem nos seios e no crescimento de pelos pubianos. Já a progesterona tem a tarefa de atuar na regulação do ciclo menstrual.

Para finalizar, algumas curiosidades: a fase da adolescência só foi “formalmente” nomeada no final da década de 1890 pelo psiquiatra Granville Stanley Hall. No entanto, o termo se tornou popular apenas depois que eventos como o nascimento do gênero musical rock ‘n’ roll e a revolução cultural ajudaram a separar os jovens de pessoas de outras faixas etárias e uní-los como grupo.

Validade do concurso

O prazo de validade do concurso FUNDAC – PB é de um ano, a contar da data da publicação da homologação de seu resultado final. Este prazo poderá ser prorrogado uma vez, por igual período.

Edital

Para demais informações sobre este concurso público, como cronograma de todas as etapas, conteúdo programático e demais formulários, consulte o edital publicado no Diário Oficial do Estado da Paraíba (DOE – PB), em sua edição de 03 de setembro de 2019, a partir da página 11. O edital será publicado também no site do IBADE.


Concursos no Brasil

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.