X
Dólar
Euro
17 de julho de 2019

ARTE E EDUCAÇÃO

Professor da rede municipal está entre os 50 finalistas do prêmio Educador Nota 10

11/07/2019 | 04h40min
Divulgação;Secom\PB

O professor de artes, Maurício Barbosa de Lima, da Escola Municipal Antônio Santos Coelho, está entre os 50 finalistas do prêmio Educador Nota 10, que reconhece propostas inovadoras dos professores e gestores educacionais do ensino fundamental e médio das escolas públicas e privadas do País.

“Sem dúvida que estar no Top 50 é encantador. Esperamos ficar entre os 10 melhores, afinal concorremos entre 4.876 mil projetos de todo País”, comentou Maurício Barbosa, que disputa o prêmio com o projeto “A Conscientização pelo Movimento e o Teatro de Bonecos na Educação de Jovens e Adultos”. O resultado final do prêmio sairá no dia 18.

O projeto tem o objetivo de trabalhar a consciência corporal, sensibilizando os sentidos do corpo e assim conduzir a um processo criativo de exploração de movimentos, com o intuito de valorizar sua liberdade criativa, expressiva e afetiva. “Dedico esse prêmio aos alunos, pois esse projeto é coletivo. Algumas vezes tive vontade de desistir, mas fui incentivado por eles mesmos”, relatou Maurício Barbosa.

Durante as aulas, os alunos experimentaram materiais variados, como tintas, argila, papéis, pincéis, escovas, bolas, cordas e maquiagem para confeccionar bonecos de balcão ou fantoches que despertam os sentidos corporais e desafiam o corpo do aluno a se movimentar de diferentes formas.

Os alunos, em sua maioria, são adultos, que não tiveram a oportunidade de estudar na infância e adolescência, e são analfabetos funcionais que só sabem escrever o próprio nome. Com a ajuda de uma boqueira, os alunos confeccionaram os bonecos, se baseando em elementos e ocorrências de seu cotidiano. Por meio da dança de Angel Vianna e da Arte de Hélio Oiticica, o professor buscou uma linguagem que se aproximasse da realidade deles, o que ajudou na composição de espetáculo que foi encenado no Teatro Santa Roza, no Centro da Capital.

Educador Nota 10 – O prêmio foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho. O objetivo do prêmio é reconhecer e valorizar professores da Educação Infantil ao Ensino Médio, e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o País. Tem o apoio da Nova Escola, Instituto Rodrigo Mendes e Unicef, e o patrocínio da Fundação Lemann e Somos Educação. Desde 2018, o Prêmio Educador Nota 10 é associado ao Global Teacher Prize, prêmio global de Educação.

A seleção do prêmio é realizada por um grupo de acadêmicos independentes composto por cinco especialistas em educação. Os jurados têm autonomia para indicar e substituir, se for o caso. Este ano participou da seleção um grupo de professores internacionais da Varkey Foundation.

O vencedor receberá um vale-presente de 15 mil reais e todas as despesas pagas para de uma semana de imersão e participar da premiação na cidade de São Paulo, com todas as despesas pagas. A escola do professor vencedor também ganha uma verba para a celebração.


Secom\JP

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.