X
Dólar
Euro
11 de novembro de 2019

IMPIEDOSO

Invencível! Nadal sufoca Thiem novamente e conquista 12º título em Roland Garros

10/06/2019 | 09h28min
Clive Brunskill/Getty Images

O maior domínio já visto na história do tênis. Em um duelo de altos e baixos, Rafael Nadal levantou o troféu de Roland Garros pela 12ª vez na carreira. O espanhol voltou a derrotar o austríaco Dominic Thiem por 3 sets a 1 na reedição da final do torneio, parciais de 6/3, 5/7, 6/1 e 6/1, em 3h01 de jogo neste domingo (9). Ele segue invencível em finais no torneio parisiense, com 12 vitórias e nenhuma derrota.

É o 18º título de Grand Slam de Rafael Nadal na carreira. O atleta de 33 anos é o segundo maior campeão em Majors, apenas atrás do rival suíço Roger Federer, com 20 títulos. Em Roland Garros, Nadal é rei. O título consagra o espanhol como maior campeão em um torneio Grand Slam da história. Ele já era o maior campeão de Roland Garros, mas estava empatado com a australiana Margaret Court, que tem 11 títulos de simples no Aberto da Austrália.

– Dominic, desculpe porque você é um dos melhores exemplos que temos no circuito. Trabalhador, sempre com um sorriso no rosto. É uma inspiração para mim e para tantas crianças. Eu sei o quão duro é perder finais. Assim é esporte. Se eu tivesse que perder para alguém, que fosse para você. Ter esse troféu aqui comigo é incrível – disse Nadal após levantar o título.

Títulos de Rafael Nadal em Roland Garros

AnoAdversárioPlacarParciais
2005Mariano Puerta (ARG)3 sets a 16/7(6), 6/3, 6/1 e 7/5
2006Roger Federer (SUI)3 sets a 11/6, 6/1, 6/4 e 7/6(4)
2007Roger Federer (SUI)3 sets a 16/3, 4/6, 6/3 e 6/4
2008Roger Federer (SUI)3 sets a 06/1, 6/3 e 6/0
2010Robin Soderling (SUE)3 sets a 06/4, 6/2 e 6/4
2011Roger Federer (SUI)3 sets a 17/5, 7/6(3), 5/7 e 6/1
2012Novak Djokovic (SER)3 sets a 16/4, 6/3, 2/6 e 7/5
2013David Ferrer (ESP)3 sets a 06/3, 6/2 e 6/3
2014Novak Djokovic (SER)3 sets a 13/6, 7/5, 6/2 e 6/4
2017Stan Wawrinka (SUI)3 sets a 06/2, 6/3 e 6/1
2018Dominic Thiem (AUT)3 sets a 06/4, 6/3 e 6/2

Seu recorde na competição é de 93 vitórias e apenas duas derrotas. As únicas duas derrotas foram em 2009, para o sueco Robin Soderling nas oitavas, e em 2015, para Novak Djokovic, nas quartas. Em 2016, desistiu da competição após a segunda rodada por dores no punho.

– É muito difícil agora. Eu dei tudo de mim mesmo. Eu amo esse torneio com todo meu coração. Recebi todo o suporte. Rafa, claro que estou muito triste por perder, mas você é um campeão tão incrível, é uma lenda. Doze vezes aqui é inacreditável – disse Thiem, na cerimônia.

Rafael Nadal vai ao chão após a conquista — Foto: Divulgação/FFT

Rafael Nadal vai ao chão após a conquista — Foto: Divulgação/FFT

Na reedição da final, Thiem não aguentou a intensidade que Nadal imprimiu desde o primeiro game. Chegou até a roubar um set pela primeira vez em quatro confrontos contra o espanhol em Paris. Mas Nadal mostrou porque é o rei do saibro. Exigiu o mais alto nível dos adversários, como sempre, e mostrou porque é o maior da história no piso.

Os 18 títulos de Rafael Nadal em Grand Slams

TorneioTítulosAnos
Aberto da Austrália12009
Roland Garros122005 a 2008, 2010 a 2014, 2017-2019
Wimbledon22008 e 2010
US Open32010, 2013 e 2017

Além de dar uma nova mordida no troféu, Nadal embolsa 2,3 milhões de euros (cerca de R$ 10,1 milhões) e defende os 2 mil pontos no ranking. Ele segue na segunda posição, atrás do líder Novak Djokovic: 12.715 contra 7.945.

A conquista de Nadal também consolida a hegemonia dos trintões no circuito, inédita na história do tênis. Ele, Djokovic e Federer conquistaram os últimos 10 Grand Slams no circuito.

Campanha de Rafael Nadal rumo ao 12º título

AdversárioRankingPlacarDuração
1ª RodadaYannick Hanfmann (ALE)180º6/2, 6/1 e 6/31h57
2ª RodadaYannick Maden (ALE)114º6/1, 6/2 e 6/42h09
3ª RodadaDavid Goffin (BEL)29º6/1, 6/3, 4/6 e 6/32h49
Oitavas de finalJuan Ignacio Londero (ARG)78º6/2, 6/3 e 6/32h13
Quartas de finalKei Nishikori (JAP)6/1, 6/1 e 6/31h51
SemifinalRoger Federer (SUI)6/3, 6/4 e 6/22h25
FinalDominic Thiem (AUS)6/3, 5/7, 6/1 e 6/13h01
Rafael Nadal e Dominic Thiem na final de Roland Garros — Foto: REUTERS/Vincent Kessler

Rafael Nadal e Dominic Thiem na final de Roland Garros — Foto: REUTERS/Vincent Kessler

O jogo

Thiem não sustenta nível de Nadal

Ralis insanos. Pancadas de um lado, defesa do outro. A intensidade que Nadal e Thiem atingiram logo nos primeiros pontos dava sinais de que a final prometia. O austríaco começou o jogo se defendendo bem e aguentando o forehand de Nadal. Contra-atacou bem quando teve as oportunidades e conquistou a quebra para sacar em 3/2.

Mas, depois de 45 minutos, Nadal foi Nadal. Pouco a pouco, o desafiante caiu de nível, passou a cometer erros e o espanhol passou a ditar os pontos com sua tática mais agressiva. Venceu quatro games seguidos e fechou a parcial.

O bote de Dominic Thiem

Thiem mostrou que amadureceu e passou no desafio mental. Conseguiu se manter no jogo do segundo set, sem break points até o game decisivo. O austríaco deu o bote na hora certa. Só tinha vencido um ponto em cinco games de saque do adversário no set.

Quando Nadal sacava para forçar o tiebreak, Thiem pegou o espanhol de surpresa, venceu quatro pontos e quebrou para empatar o jogo. Mas não deu nem tempo para sonhar com a virada.

O atropelo de Nadal

Vencer um set de Rafael Nadal não é para qualquer um. Seguir focado depois disso é ainda mais difícil. O início do terceiro set foi um passeio: 16 pontos a 1 para Nadal abrir 4/0. O austríaco baixou o nível por menos de 15 minutos, mas foi o suficiente para que o Touro Miúra tomasse as rédeas novamente e não perdesse o controle da partida.

O espanhol mostrou muito talento na rede e pouco se incomodou com a tática do oponente de variar ao tentar utilizar as curtas. Venceu 23 de 27 pontos que subiu à rede, com direito a bate-pronto e até voleio com backspin (quica e volta).

Um Nadal impiedoso

Depois de colocar uma mão no troféu, o número 2 do mundo não olhou para trás. O adversário não conseguiu encontrar respostas para esboçar a reação e Nadal manteve a dinâmica do set anterior para consolidar a vitória e cair no chão de emoção, como se fosse a primeira vez.

Estatísticas da partida

ThiemNadal
Aces73
Dupla Falta10
Aproveitamento 1º saque37/64 (57%)57/78(73%)
Aproveitamento 2º saque14/28 (50%)18/28(64%)
Subidas à rede12/15 (80%)23/27(85%)
Break points convertidos2/6 (33%)7/13(53%)
Pontos na devolução31/106 (30%)41/92(45%)
Winners3138
Erros não-forçados3831
Pontos vencidos82116


Globo Esporte

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.